segunda-feira, 17 de junho de 2013

Exposição de trabalhadores a benzeno no RS foi confirmada

O Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro) constataram a presença de benzeno na estação da Superintendência de Tratamento de Efluentes Líquidos (Sitel, na foto) da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), no Polo Petroquímico do Sul, em Triunfo (RS). O produto é altamente tóxico e pode causar danos sérios à saúde.

A investigação do MPT começou depois que a estação de tratamento recebeu grande volume de efluentes líquidos com altas concentrações de benzeno, decorrente de um vazamento de nafta da empresa Braskem, que demorou a avisar sobre o acidente. Por conta disso, os trabalhadores só foram retirados tardiamente da Sitel e ficaram expostos de maneira prolongada à substância e a outros compostos de vapores orgânicos.

Dos nove pontos da estação de tratamento onde foram feitas medições de contaminação, há presença de benzeno em três. A procuradora do Trabalho Enéria Thomazini solicitou estudo técnico pela Fundacentro sobre a exposição dos 70 trabalhadores da Sitel ao benzeno. Para Enéria, os efeitos da exposição ao benzeno não são eliminados totalmente pelos equipamentos de proteção individual (EPIs) e qualquer exposição provoca efeitos tóxicos no organismo.

Por isso, segundo a procuradora, é fundamental adotar medidas no sentido de monitorar a saúde dos trabalhadores expostos, por meio de medições ambientais e exames clínicos e laboratoriais periódicos. A partir do relatório da Fundacentro, será possível avaliar as condutas a serem adotadas pela empresa nesse sentido.

A pesquisadora e química da Fundacentro, Arline Sydneia Abel Arcuri, integrante da Comissão Nacional Permanente do Benzeno (CNPBz) demonstrou satisfação pelo fato da Sintel estar começando a aplicar o "Acordo do Benzeno". Com objetivo de formalizar compromisso entre governo, empregadores e trabalhadores, o pacto tem um conjunto de ações, atribuições e procedimentos para a prevenção da exposição ocupacional ao benzeno, visando à proteção da saúde do trabalhador.
Fonte: MPT

Nenhum comentário: