quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Iluminando o Natal com segurança

Por: Francisco Carlos Martins - Gerente de serviços de rede da CPFL Paulista
Decorar a casa faz parte do clima festivo do final do ano. É época de montar e iluminar as árvores de Natal e enfeitar a fachada de residências e comércios com pisca-piscas das mais variadas cores e tamanhos. Mas é importante ficar atento, pois essa decoração, que encanta crianças e adultos, e está cada vez mais presente nas cidades, requer cuidados que podem evitar gastos desnecessários e principalmente acidentes, como curtos-circuitos, choques elétricos e até mesmo incêndios. 
O primeiro cuidado que se deve ter é na hora de comprar o pisca-pisca e a árvore-de-natal. 
O consumidor deve buscar sempre enfeites de qualidade, certificados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). Essa certificação garante maior segurança, já que o equipamento que a recebe é submetido a vários testes antes de chegar ao mercado. 
É importante que a árvore tenha garantia de resistência ao fogo. Essa medida pode evitar que, na eventualidade de um curto-circuito, ela se transforme em combustível. 
Após algum tempo guardado, o pisca-pisca pode sofrer danos devido ao próprio manuseio. Por isso, é necessário também verificar as condições dos fios e fazer as instalações sempre com o pisca desligado da tomada. 
Já dentro de casa, o alerta é para que as crianças tenham acesso vigiado à árvore-de-natal, pois elas podem sofrer choque elétrico ou provocar acidentes ao mexer nos enfeites. 
Evitar a utilização de multiplicadores de tomadas, o famoso “T”, e emendas de fios, que podem ser pontos de superaquecimento, reduzindo assim os riscos de mau contato. 
A decoração externa também pede enfeites e lâmpadas resistentes a água, sendo recomendável o uso de “mangueiras” de iluminação. 
Outro cuidado importante é assegurar que a decoração de Natal externa nunca fique próxima ou conectada diretamente à rede elétrica da distribuidora de energia. 
Certifique-se de que os enfeites estejam bem afixados, de forma que não se soltem durante um temporal e venham a se enroscar na rede elétrica, provocando desligamentos no sistema ou choques elétricos. 
Além da preocupação com a segurança, o consumidor não pode se descuidar do gasto com energia. Por isso, desligue a iluminação festiva da tomada na hora de dormir. 
Ao adquirir enfeites como o pisca-pisca, verifique na embalagem a tensão, em volts, de acordo com a tensão da rede elétrica da residência. Tenha sempre em mente que quanto mais elementos luminosos (lâmpadas) o enfeite tiver, maior será o seu consumo. 
Ciente de que a energia é essencial ao bem estar das pessoas, a CPFL Paulista procura sempre se pautar pela responsabilidade, tendo como um de seus princípios disseminar conhecimentos de segurança para as comunidades em que atua. Por esse motivo, a empresa ressalta que, observando as recomendações de certificação e buscando o aconselhamento de profissionais qualificados no momento de adquirir e instalar os enfeites, a alegria das as festas de final de ano de crianças e adultos será muito mais segura e iluminada.
Fonte: Jornal da Manhã Maríia

2 comentários:

Anônimo disse...

http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-530921822-normas-regulamentadoras-nr-01-a-36-narradas-em-audio-mp3-_JM#D[S:VIP,L:SELLER_ITEMS,V:1]

antonio cerqueira disse...

gente! abandonaram o blog! ele era tão bom!! pela volta do saúde ocupacional!!