sexta-feira, 1 de abril de 2011

Dia da mentira. E daí?.

Por: Gustavo Rocha *

Hoje é primeiro de abril, também conhecido como dia da mentira. Há várias estórias – ou mentiras – para contar o porque desta data. Veja aqui.Peço uma licença poética nesta data. Não que seja uma mentira isto, mas quero falar de verdades, mentiras e trazer uma reflexão.

Vislumbramos inúmeras mentiras no universo corporativo. Algumas maiores, outras menores. Mas, mentiras.

De outra banda, igualmente encontramos verdades absolutas no mesmo universo corporativo.

Alguns dizem que mentiras pequenas valem a pena. Outros, dizem que não podemos mentir em hipótese nenhuma, mas suas atitudes não condizem com o que dizem.

Mentiras e verdades...

Mentiras e vaidades...

Mentiras e mentiras travestidas de verdades...

Esta reflexão é maior que apenas um amontoado de palavras. É fundamental para que possamos não apenas pensar e fazer disto uma verborragia. Precisamos agir.

Nunca antes na história deste mundo, precisamos da verdade.

Verdade com nossas crianças.

Verdade com nossos adolescentes.

Verdade entre nós, adultos conscientes.

Não apenas com palavras. Mas sim, principalmente com atitude.

Porque?

Porque nossas atitudes refletem no nosso cotidiano e nosso cotidiano interage com outros cotidianos que fazem o cotidiano do mundo todo.

É o famoso efeito cascata. De cada um de nós há consequencia para todos nós.

Dia da mentira. Uma brincadeira hoje passa. Agora, perpetuar a mentira por um dia a mais se traduz em uma verdade a menos.

O que queremos para o nosso futuro? Verdade ou mentira?

* Gustavo Rocha
Diretor da Consultoria GestaoAdvBr

http://www.gestao.adv.br/
http://www.blog.gestao.adv.br/
gustavo@gestao.adv.br

Nenhum comentário: