quinta-feira, 24 de março de 2011

Instalação de ar condicionado exige cuidados.

A instalação de aparelhos de ar condicionado é deixada, muitas vezes, a serviço do técnico que ofereceu o orçamento mais barato ou até, realizado pelo próprio dono do equipamento. Os consumidores frequentemente não se preocupam com os perigos que existem durante a instalação, ou mesmo depois se for o caso de um serviço mal feito.

Para um trabalho seguro quem irá prestar o serviço deve ter conhecimento técnico e experiência prática. Conforme o engenheiro de segurança do trabalho, Pedro João Squeff Neto, é preciso uma Análise Preliminar do Risco (APR).

" Um profissional com experiência e conhecimento se previne contra choques, analisa se o trabalho será feito em altura igual ou superior a 2 metros ou no térreo, percebe os riscos de queda de ferramentas ou do aparelho, se é em local confinado, se há probabilidade de haver presença de gases ( amônia, gás sulfídrico, pouca ausência da oxigênio, etc). Em resumo, segue todas as normas regulamentadoras de segurança do trabalho", explica Pedro.

Os equipamentos de segurança básicos são divididos conforme a necessidade da instalação. No térreo são necessários óculos de segurança, calçado com isolamento de eletricidade, luvas para isolamento de borracha especial e ferramentas que tenham blindagem contra choques. Em geral nos trabalhos a partir 2 metros de altura são obrigatórios, além dos itens acima, cinto com trava de segurança ancorado em uma linha de vida ou em local próprio tipo olhal, capacete com presilha na jugular, escada com isolamento para eletricidade. No caso de grandes alturas são utilizados ainda andaimes especiais.

Os cuidados não devem ser tomados somente na instalação de aparelhos. Neste verão, um homem caiu da janela em Capão da Canoa enquanto instalava uma proteção de ar condicionado no próprio apartamento no quarto andar de um edifício. Por isso, valem as mesmas recomendações para instalações dos protetores externos.

"A vida e a saúde não tem preço, e as empresas devem ter consciência que o maior patrimônio são os seus bons empregados, que geram receita pela sua participação direto operacional", acrescenta Pedro João Squeff Neto.
Fonte: segs

Nenhum comentário: