sexta-feira, 4 de março de 2011

SBOT promove um ‘Carnaval sem Trauma‘.

A Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia - SBOT (http://www.sbot.org.br/) deflagra uma campanha de conscientização para reduzir os acidentes de trânsito provocados durante o Carnaval. Segundo a entidade, as mortes e traumas provocados em colisões e atropelamentos nas estradas aumentam cerca de 20% nesse período em comparação a outros feriados.

A campanha "Carnaval Sem Trauma" terá uma série de ações: um depoimento de alerta no youtube e no portal, um hotsite (http://bit.ly/e91yU3) para a versão online de folder que informa sobre condutas corretas - 10 mandamentos do folião, que serão pontos de partida para comunicações nas redes sociais, como o Facebook, Twitter e Orkut.

Para o presidente da SBOT, Osvandré Lech, as novas mídias serão essenciais para viralizar a mensagem que a entidade pretende passar. "92% dos acidentes ocorrem por falha humana e é preciso promover o respeito as normas de trânsito, principalmente no período do carnaval quando as pessoas abusam das bebidas alcoólicas".

A SBOT ainda dará dicas essenciais para uma viagem segura como verificar itens do veículo, como freios, pneus e suspensão. Utilizar os equipamentos de proteção, como o cinto de segurança, capacete para motociclistas e cadeirinhas e buster para crianças, que sempre devem ser acomodadas no banco de trás. "A legislação brasileira já prevê multas para quem não utiliza esses acessórios para os pequenos, mas a pior punição para os pais é ter um filho com sequelas após um acidente de trânsito ou, em muitos casos, consequências até piores", lembra Maurício Kfuri Jr., presidente da Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico, um ativa especialidade ortopédica focada igualmente nesta campanha.

A SBOT quer passar uma visão otimista para que as pessoas viajem, aproveitem o feriado e voltem com segurança. "O Brasil é campeão mundial de acidentes de trânsito. Vamos perder juntos esse título", conclama o presidente da SBOT.
Fonte: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia

Nenhum comentário: