quinta-feira, 11 de outubro de 2012

2012 registra quatro mortes e 1.555 acidentes de trabalho

A EQUIPE do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) Regional - Marília registrou este ano 1.555 acidentes de trabalho no município de Marília.

Quatro deles foram fatais. Em 2011 foram 2.443 ocorrências por lesões no trabalho com seis vítimas em óbito. O engenheiro de trabalho, Cristiano Marques da Silva, explicou os dados e deu dicas para que acidentes não ocorram.

Segundo o Finat (Ficha de Notificação ao Acidentado no Trabalho) dos óbitos registrados no ano passado, dois foram acidentes com queda de bicicleta, outro causado por colisão de veículos, queda de altura foi outro acidente, uma colisão de moto e ônibus e outro por queda de ônibus e posteriormente atropelamento por caminhão.

Já no ano de 2012 os acidentes foram por queda de altura, queda de motocicleta, choque elétrico seguido de queda de altura e o último registrado pelo Cerest que foi a queda de um pintor em um prédio no centro da cidade ocorrido na última segunda-feira (08).

Segundo o engenheiro de trabalho Cristiano Marques da Silva, os números não são precisos, devido à falta de informação de diversos setores públicos. “O SAMU, Corpo de Bombeiros, IML e a Policia Militar são alguns dos órgãos que deveriam fornecer os dados para que nossas estatísticas fossem mais completas”. Silva diz que a maioria deles informam, porém, as vezes por uma questão de rotina, esses dados não são comunicados corretamente ao Cerest.

Outro dado importante evidenciado pelo engenheiro do Cerest, são os números de mortes no município. “Somente este ano já foram registrados quatro casos fatais. É um número alto, se levarmos em conta as campanhas que fazemos durante o ano”, explicou Silva.

Pelo menos, ao que tudo indica, os números de acidentes de trabalho em relação ao ano passado será menor. Se considerarmos a média de acidentes nos dez primeiros meses, que foi de 155, este ano irá terminar com um número menor de notificações que 2011, quando a média por mês foi de 203 acidentes.

No caso da Construção Civil a Norma Regulamentadora NR-18 do Ministério do Trabalho e Emprego que trata das condições e meio ambiente de trabalho na Indústria da Construção (PCMAT) estabelece, entre os seus diversos itens, diretrizes de ordem administrativa, de planejamento e de organização, que visam a implementação de medidas de controle e sistemas preventivos de segurança nos processos, nas condições e no meio ambiente de trabalho na Indústria da Construção Civil. 
Fonte: Correio Mariliense

Nenhum comentário: