quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Identidade profissional cria um diferencial para o Técnico de Segurança do Trabalho

Por: Marcos Antonio Ribeiro *

Se firmar como Profissional Técnico de Segurança do Trabalho é possuir um conjunto de atributos que o torna único e especial. Todo Técnico de Segurança do Trabalho deve buscar descobrir que atributos são esses e valorizá-los, enfatizando-os como um diferencial.

Um desses diferenciais é possuir uma Identidade (do latim idem), esta característica sugere o igual e o diferente, o permanente, o individual e o coletivo, na medida em que a identidade das pessoas se reflete na vida e vice-versa, o mesmo ocorre quanto à vida profissional.

A identidade profissional representa muito mais do que um conjunto de aptidões e funções, constitui também uma forma de vida a ser assumido, ser prevencionista requer mudanças de comportamento, vida, no processo histórico, social e cultural.

Podemos definir a identidade profissional do Técnico de Segurança do Trabalho como um conjunto de características, que o tornam diferente de outros profissionais e que vão sendo construídas no decorrer do tempo pelas relações sociais, processo permanente de formação, construção do conhecimento em SST, contribuição para sua área de atuação e categoria profissional.

Temos percebido, através dos anos de experiências, que alguns atributos têm sido fator de empregabilidade, temos percebido também que as empresas se preocupam no ato da contratação de um TST em verificar o quanto este tem atuado na área prevencionista, e o quanto atua não é o tempo de profissão e, sim, o que efetivamente faz. Portanto, participar de discussões, grupos sociais em SST, audiências públicas, seminários, congressos, realizar palestras voluntárias, etc., além de demonstrar a experiência necessária para o mercado, demonstra também sua identidade profissional, “o quanto faz”.

Estar familiarizado com suas atribuições, possuir relacionamento com sua entidade profissional é um diferencial importante, pois demonstra comprometimento profissional.

O SINTESP, hoje, atua muito além da defesa aos direitos dos trabalhadores, pois trabalhamos para a consolidação de uma identidade profissional e aos poucos o trabalho vai mostrando resultado, e, neste mês, a categoria foi agraciada novamente e, pela sexta vez consecutiva, com o prêmio destaque de Entidade Profissional mais lembrada na área prevencionista.

Sabemos que em todas as profissões existem o profissional bom, o mediano e o ruim. Diante disto, a decisão em possuir ou não uma identidade profissional (ser bom) é uma escolha pessoal de cada profissional, e que para o exercício profissional da profissão de Técnico de segurança do Trabalho, além destes atributos, dependemos de prévio registro no Ministério do Trabalho e Emprego, e para ser um profissional e atuar no mercado basta o atendimento ao registro citado, porém, para que este possua uma identidade profissional será preciso reunir as características necessárias já citadas e ir além, ajudar também no fortalecimento da sua categoria, realizar a interpretação social da sua profissão, sempre colocando em primeiro lugar a ética profissional.

Importante também é entender que o SINTESP não é um espaço aleatório e, sim, um espaço onde a sua participação se faça presente. Isso implica em dizer que esta instituição tem uma função específica dentro da sociedade em que se encontra inserida e ela cumprirá este papel na medida em que o profissional participe deste desafio.

Todos podem possuir um diploma de Técnico de Segurança do Trabalho, muitos podem ser um profissional Técnico de Segurança do Trabalho, mas poucos são os que fazem a diferença construindo uma identidade profissional.

* Marcos Antonio Ribeiro
Presidente do Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho do Estado de São Paulo
Fonte: viaseg.com.br

Nenhum comentário: